Não categorizado

“Primeiro eu lhes acrescento alma para depois poder vestir meus personagens”. Jamais esquecerei esta frase dita pela artista naif, Ivanise do Vale. Ela e seu marido Nivaldo foram selecionados para o Festival Internacional de Arte Naif, em Guarabira, Paraíba.

Tão potente é a afirmação de Ivanise:  é preciso lhes acrescentar alma para que ela possa senti-los como existência. Olha a beleza e profundidade do conteúdo da arte primitiva.  Se por um lado é singela e pura, por outro, é a expressão verdadeira de uma poética, de um povo. Aquela arte que não precisou de escola, mas brotou do coração do artista.

O Festival Internacional de Arte Naif já está na sua terceira edição e começa no dia 23 de maio. “A cidade de Guarabira foi escolhida para produzir o evento por ser uma escola do estilo artístico. Poucas pessoas sabem, entretanto, da importância que esse estilo possui para a cultura local. O município é tido como uma academia cultural do gênero pela quantidade de artistas de renome internacional residentes ou radicados em Guarabira.”. Fonte: Ufpb.br

Leia mais sobre arte naif no PanHoramarte

Arte naïf em dose familiar apresenta o universo lúdico da cultura nordestina

Dia de Reis é tempo de folia no Brasil

 

A Arte Naif, ou, como também é popularmente conhecida, “arte primitiva moderna”, é notória por ser uma maneira fora dos estereótipos das tendências artísticas comuns. O estilo é caracterizado por não ter formas específicas de expressão e por proporcionar liberdade para que o artista explore formas simples e espontâneas. No entanto, esse feitio não é manifestado estritamente como arte popular, pois não se restringe a expressões culturais locais.

Historicamente, a arte Naif é entendida como “arte sem escola”, pois permite a liberdade de ser composta por artistas sem formação profissional. Também como “arte auto-consciente”, já que o criador expressa de forma simples e espontânea, por isso, não se enquadra nas tendências comumente conhecidas, como modernismo e arte popular.

6 de maio de 2021

Arte original brasileira emerge no Festival de Guarabira

“Primeiro eu lhes acrescento alma para depois poder vestir meus personagens”. Jamais esquecerei esta frase dita pela artista naif, Ivanise do Vale. Ela e seu marido […]
15 de abril de 2021

O ser humano no mundo dos objetos

Queridos sonhos distantes…Recentemente estou pensando sobre o mundo dos objetos e o lugar do ser humano nele. Acho que o lugar dos objetos nas nossas vidas […]
16 de abril de 2019

Choremos pela Catedral de Notre Dame

O fogo queimou não somente os tesouros artísticos  e reduziu em cinzas parte da história de Notre-Dame de Paris. O incêndio destruiu a mais emblemática catedral […]
21 de janeiro de 2019

Jackson Pollock e Andy Warhol lado a lado em Roma

Jackson Pollock (1912-1956) e Andy Warhol (1928- 1987) estão lado a lado em duas mostras monumentais no Complesso del Vitoriano, em Roma. Para quem entra na […]
10 de janeiro de 2019

Biblioteca Joanina é a mais bela entre as belas

Êxtase é sensação inicial ao deparar-se com a beleza artística da Biblioteca Joanina, localizada dentro de Universidade de Coimbra, em Portugal. Para a palavra êxtase considera-se […]