Em nome da liberdade se aprisiona Queermuseu

Vindimando. Série WWOOF
14 de setembro de 2017
Degustando vinhos por Languedoc Roussilon. Série WWOOF
21 de setembro de 2017
Exibir tudo
Vocês sabem o que é Queer? Talvez nunca irão saber porque um movimento brasileiro que levanta a bandeira por um país livre, justamente em nome da liberdade limita a arte, coloca estereótipos e a aprisiona. Estamos falando do fechamento por parte do Santander, da mostra Queermuseudepois de uma série de protestos por parte do MBL (Movimento Brasil Livre).

Nesse grande equívoco o que está em jogo não é a moral e os bons costumes de uma sociedade hipócrita, sim, o poder econômico e manifestações políticas.

O que é Queer?
Bathing 1911 Duncan Grant 1885-1978 Purchased 1931 http://www.tate.org.uk/art/work/N04567

Bathing 1911 Duncan Grant 1885-1978 Purchased 1931 http://www.tate.org.uk/art/work/N04567

O significado literal é “estranho, curioso”. Em abril de 2017, o Tate Britain, em Londres, abriu uma impressionante exposição que chamou de Queer British Art, e explica o por quê dela.
gluck2_1
Como muitos museus e galerias da Grã-Bretanha, o Tate também quis comemorar o 50º aniversário da criação da Lei de Ofensas Sexuais, a legislação que despenaliza parcialmente  o homossexualismo masculino na Inglaterra e no País de Gales.
Sappho and Erinna in a Garden at Mytilene 1864 Simeon Solomon 1840-1905 Purchased 1980 http://www.tate.org.uk/art/work/T03063

Sappho and Erinna in a Garden at Mytilene 1864 Simeon Solomon 1840-1905 Purchased 1980 http://www.tate.org.uk/art/work/T03063

A mostra faz uma abordagem histórica, educacional e abrangente e também apresenta um rico repertório de obras de vários gêneros, das ilustrações de Aureu Beardsley, ao drama de Oscar Wilde(1983), Salomé, a poderosa imagem pop dos anos 60 de David Hockney.

 O termo Queer responde à necessidade de escapar de todos os rótulos que, tendencialmente, ou por provocação e ofensivamente, foram utilizados ao longo dos anos para identificar gêneros e identidades que por natureza não se enquadram em uma categoria, mas que, pelo contrário, rejeitam qualquer aspecto do conformismo. (fonte Exibart).
 
Além do Exibart, alguns sites especializados comentaram a atitude arbitrária do Banco Santander e de alguns segmentos da sociedade brasileira. Hyperallergic, The Guardian, entre outros.
Inquisição

A inquisição ressurge no século XXI, com toda a força no Brasil, desta vez a caça tem como alvo o artista.

A arte é testemunho da história e o reflexo da realidade. Independente de partidos ou corrente religiosa, a arte é a manifestação mais sensível do homem. Representa a sua percepção diante do mundo.

É muito triste isso acontecer de forma tão reacionária.

As pessoas têm o direito de não gostar e criticar obras de arte. As pessoas não são obrigadas a apoiar mostras ou eventos artísticos que não correspondem seus aos padrões morais, culturais ou que fogem do conceito de como definem o belo, mas proibir ou coibir a manifestação da poética artística não é só reacionário. É perigoso!

É autoritarismo!

Em todos esses anos de convivência com o mundo da arte, nas diversas viagens pelo mundo afora visitando museus, minha experiência na área de cultura no governo do Paraná, meus estudos na Escola de Música e Belas Artes do Paraná, na Università della Sapienza em Roma, me preocupa uma atitude como essa.

Nesse giro convivendo com a arte contemporânea já vi obras, cujo conceito abordavam temas polêmicos e com imagens muito fortes ou até iguais aos expostos na Queermuseu, nas inúmeras bienais e em anos consecutivos que visitei, São Paulo, Veneza, Curitiba.

IMG_3157Fosse por isso, num momento como esse no Brasil, o pavilhão da Rússia, por exemplo, seria fechado na Bienal de Veneza por agredir a imagem de Cristo.

Jonathas Andrade, na Bienal de São Paulo, 2016, não poderia expor sua obra, um vídeo instalação, O Peixe, pelo olhar de algumas pessoas fere princípios ambientais. A obra faz uma relação entre o algoz e a vítima. Ele acaricia o peixe até o seu último suspiro depois que é capturado.

O vídeo foi mostrado em minha página no Youtube e uma americana insistentemente registrou sua indignação. Ela não aceitava a divulgação e em tom ameaçador disse que não era arte, mas um abuso. Bem, a liberdade de se expressar era dela.

Enfim, não retirei o vídeo da minha página.

Muitas vezes o belo, que não é o bonito, não é igual para todos.

Bonito pode ser aquele quadro que compõe uma saleta de café própria para reunir amigas é falar sobre amenidades. Mas beleza é algo mais intenso.

 “A beleza vem da emoção que temos diante de uma obra de arte quando percebemos o que o artista tenta transmitir. A beleza vem também da sensação de conseguirmos ver o mundo da maneira que pensamos ter sido a intenção do artista”. Cristina Costa.

 

 

 

 

Comentários Facebook

comentarios

Mari Weigert
Mari Weigert
Mari Weigert é jornalista com especialização em História da Arte pela Escola de Música e Belas Artes do Paraná. Atuou na área de cultura, como jornalista oficial do Governo do Paraná. Durante um ano participou das aulas de Crítica de arte de Maria Letizia Proietti e Orieta Rossi, na Sapienza Università, em Roma como aluna ouvinte. Acredita que as palavras bem escritas educam e seduzem pelos seus significados que se revelam na poética da vida. *IN ITALIANO (Mari Weigert è giornalista e perfezionata in Storia dell' Arte per la Embap, del Brasile. Durante un anno è stato alunna di Critica d'Arte, alla Sapienza Università di Roma. Crede nelle parole ben scritte che seducono per le sue significate in cui rivelano la poetica della vita.)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.