Viaje em outra dimensão nas luzes de Notre Dame de Reims

É tempo de Bienal. São Paulo apresenta Incerteza Viva
7 de setembro de 2016
Luxembourg is a modern fairy tale
9 de setembro de 2016
Exibir tudo

O espetáculo de luzes – Revê de Couleur – na Notre Dame de Heims, na região de Champanhe, na França, transporta o espectador a uma outra dimensão da matéria, aquela, na qual a tecnologia comunga com a arte.

img_0018

Luzes na fachada da Igreja

Até 11 de setembro o jogo de luzes, que constrói e reconstrói a fachada da igreja, como se fosse renda,  uma tela ou um local transcendental, é oferecido gratuitamente a partir das 22h, na cidade francesa famosa por ser a produtora de Champanhe.

As pessoas se acomodam pela praça ou sentadas no chão diante da gigantesca igreja construída em estilo gótico, uma das 15 que existe num raio de 150 quilômetros de Paris.

img_0028

As imagens são tão eloquentes que uma criança de 4 anos, admirada com a figura do anjo disse: “A mamãe do céu está sorrindo para mim”.

O espetáculo está sendo exibido há dois anos e foi concebido pela empresa  francesa Skertzòque é famosa por trabalhar com luzes e iluminação e arte.

img_0020

Sem dúvida, Héléne Richard e Jean-Michel são artistas natos e de rara sensibilidade “Num mundo em contínua mutação, a cultura é escrita com rigor, relevância e inteligência dos sentidos (Dans un monde en perpétuelle mutation, la Cultures’écrit avec rigueur, im-pertinence et l’intelligence des sens) ou Ser humano é uma questão de escala, partilha e abertura, isto é, de paixão (Être humain, c’est une question d’échelle, de partages et d’ouverture, c’est-à-dire de Passion)”. Esse é espírito da empresa.

 

 

 

Comentários Facebook

comentarios

Mari Weigert
Mari Weigert
Mari Weigert é jornalista com especialização em História da Arte pela Escola de Música e Belas Artes do Paraná. Atuou na área de cultura, como jornalista oficial do Governo do Paraná. Durante um ano participou das aulas de Crítica de arte de Maria Letizia Proietti e Orieta Rossi, na Sapienza Università, em Roma como aluna ouvinte. Acredita que as palavras bem escritas educam e seduzem pelos seus significados que se revelam na poética da vida. *IN ITALIANO (Mari Weigert è giornalista e perfezionata in Storia dell' Arte per la Embap, del Brasile. Durante un anno è stato alunna di Critica d'Arte, alla Sapienza Università di Roma. Crede nelle parole ben scritte che seducono per le sue significate in cui rivelano la poetica della vita.)

Os comentários estão encerrados.