As Cores do Sagrado: legado de Carybé para o Brasil

“Nidos” que acolhem e se embaraçam numa pesquisa pictórica vibrante
6 de julho de 2015
Uma história de amor escrita no vidro
9 de julho de 2015
Exibir tudo

O artista argentino Carybé (1911-1980) deixou um legado precioso para o Brasil: a história do Candomblé da Bahia contada com cores e arte em 128 aquarelas.

Um total de 50 foram selecionadas e fazem parte da mostra ‘As cores do Sagrado’, aberta para público até o dia 27 de julho, em Recife, no prédio também histórico da Caixa Cultural, no marco zero da cidade.

IMG_3655

Sede Caixa Cultural Recife. Marco Zero. Antigo banco inglês. Foto por Mari Weigert

A sugestão é aproveitar as duas oportunidades, visitar a exposição e de conhecer o centro histórico da capital pernambucana, hoje totalmente revitalizado, incluindo a restauração da sede da Caixa, que abrigou uma sociedade bancária inglesa por mais de 60 anos.

IMG_3588

Oxalufã – Opô Afonjá. foto por Mari Weigert

Pintor italiano que amava o Brasil

Pintor, escultor, ilustrador, desenhistas, ceramista, historiador, pesquisador e jornalista Hector Julio Paride Bernabó, viveu e tornou-se conhecido por Carybé. Apaixonou-se pela Bahia num visita que fez em 1938, “ano em que fui definitivamente tarrafeado por sua luz, sua gente, seu mar e sua terra”, como escreveu uma vez.

IMG_3596

Tempo dançando numa perna só. Foto por Mari Weigert

O sonho de voltar para aquele mundo que tanto o fascinava fez Carybé retornar em 1950 para nunca mais sair. Ali começou a documentar todos os deuses africanos que fazem parte do livro “Iconografia dos Deuses Africanos no Candomblé da Bahia”.É um trabalho de pesquisa de valor inestimável para história brasileira.

IMG_3593

Iansã – Olga do Alaketu. Foto Mari Weigert

“Este trabalho só tem a pretensão de ser um documentário honesto e preciso das coisas do Candomblé.

Há desenhos de 1950 até os deste ano de 1980 mostrando festas, trajes, símbolos e cerimônias por mim vistas e vividas nesse mundo prodigioso que os escravos nos trouxeram e depositaram nas profundas do coração da Bahia. Mundo amorosamente zelado pelas Iyalorixás e pelos Babalorixás, mundo dos deuses modestos e humanos que até hoje enfrentam os dois terríveis e vorazes deuses contemporâneos: a Ciência e o Progresso”.

Esse foi o texto de apresentação escrito pelo próprio artista para apresentar o seu trabalho.

IMG_3600

Oxossi- Opô Afonjá (Logun Edé – divindade da caça)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Comentários Facebook

comentarios

Mari Weigert
Mari Weigert
Mari Weigert é jornalista com especialização em História da Arte pela Escola de Música e Belas Artes do Paraná. Atuou na área de cultura, como jornalista oficial do Governo do Paraná. Durante um ano participou das aulas de Crítica de arte de Maria Letizia Proietti e Orieta Rossi, na Sapienza Università, em Roma como aluna ouvinte. Acredita que as palavras bem escritas educam e seduzem pelos seus significados que se revelam na poética da vida. *IN ITALIANO (Mari Weigert è giornalista e perfezionata in Storia dell' Arte per la Embap, del Brasile. Durante un anno è stato alunna di Critica d'Arte, alla Sapienza Università di Roma. Crede nelle parole ben scritte che seducono per le sue significate in cui rivelano la poetica della vita.)

4 Comments

  1. Nossa achei maravilhosas essas obras do caribé. Espero que as pessoas não percam essa oportunidade de ve-las pessoalmente. Infelizmente estou muito longe. Mas, adoro arte e principalmente quando se retrata a cultura e os valores de noss país e de nosso povo.
    Um abraço.

    • Mari Weigert disse:

      Realmente Maria Célia são lindas. Estive na mostra e amei a curadoria e o trabalho. Pena que não conseguimos ainda dar aos nossos leitores a sensação que estejam visitando o local.

  2. Joaz SILva disse:

    Eu li este artigo sobre o artista Argentino Carybé, é achei muita informação culturais de alta qualidade, um trabalho realmente pesquisador sobre as riquezas culturais brasileira.acredito que todos que fazem parte desta plataforma totalmente enriquecedora de arte. deixo aqui meus agradecimentos a todos…atenciosamente o Artista Joaz Silva.de Pernambuco.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *