Albert Einsten: um gênio sem romantismo

Google Art Project: o maior museu online do mundo! 
23 de junho de 2017
Ex-libris – L’importanza di avere sua propria biblioteca
27 de junho de 2017
Exibir tudo
 Apesar de sua genialidade Albert Einsten não conseguiu entender as mulheres e os relacionamentos humanos. A prova de sua vulnerabilidade está registrada em cartas que enviou ao seu amigo e colaborador Michele Besso.
São 56 delas que serão leiloadas em Londres, pela Christie’s,  na primeira semana de julho e estão estimadas em centenas de Libra esterlinas até 150 mil.
A informação foi publicada originalmente no Exibart
 
“Você perde todas as relações pessoais comigo, a menos que não sejam estritamente necessárias por razões de etiqueta e vida social, em particular, você se desobrigará delas: 1. de sentar-se perto de mim na casa; 2. de sair ou viajar comigo. Estas foram as condições ditadas por Albert Einstein para sua esposa.
 
Ele pode ter sido um gênio, mas tinha muito menos em suas mãos sobre os segredos dos relacionamentos humanos,  no primeiro casamento. Palavras como estas e muito mais pode ser lido em cartas privadas de Einstein, juntamente com um grupo de outros escritos sobre questões intelectuais, como o seu estudo sobre a relatividade – “uma teoria do campo promissor” – mas também a ascensão de Hitler, que serão colocados em leilão em Londres por Christie 06 de julho a 13 .
 As notas mais íntimas escritas pelo físico descrevem o seu coração ao lamentar o rompimento no primeiro casamento, e o fato dele ser considerado estranho à seus filhos e sua jornada para descobrir teorias inovadora.
Estas 56 cartas escritas a seu amigo e colaborador Michele Besso são estimados a partir de algumas centenas de libras até 150 mil libras. (RP)”.
 
albert-einstein
As cartas de Einsten mostram que um dos grandes desafios da humanidade é aprender amar o outro. Nada fácil a vida dois. Uma arte…

Comentários Facebook

comentarios

Mari Weigert
Mari Weigert
Mari Weigert é jornalista com especialização em História da Arte pela Escola de Música e Belas Artes do Paraná. Atuou na área de cultura, como jornalista oficial do Governo do Paraná. Durante um ano participou das aulas de Crítica de arte de Maria Letizia Proietti e Orieta Rossi, na Sapienza Università, em Roma como aluna ouvinte. Acredita que as palavras bem escritas educam e seduzem pelos seus significados que se revelam na poética da vida. *IN ITALIANO (Mari Weigert è giornalista e perfezionata in Storia dell' Arte per la Embap, del Brasile. Durante un anno è stato alunna di Critica d'Arte, alla Sapienza Università di Roma. Crede nelle parole ben scritte che seducono per le sue significate in cui rivelano la poetica della vita.)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.