Tecnologia avançada constrói poética espiritual que se transfigura na Catedral de Curitiba

Curitiba transcende à luz dos artistas da Bienal Internacional
13 de novembro de 2015
Curitiba transcends to the light of artists of the International Biennial
15 de novembro de 2015
Exibir tudo

IMG_6605

 Bill Viola expôs no sagrado para compor um ambiente espiritual.

As obras de Bill Viola são apresentadas sempre dentro de uma igreja ou espaços sagrados para envolver o público num ambiente espiritual. Na Bienal Internacional de Curitiba o artista fez a simbiose perfeita. Instalou o videoarte “Três Mulheres”, da série “Transfigurações”, a um discreto espaço lateral, acima da nave principal da Catedral de Curitiba.

Assim chamada a Basílica Menor Nossa Senhora da Luz, igreja principal da capital paranaense, que abriu suas portas pela primeira vez para uma mostra de arte.

 

IMG_6594

Para encontrar a obra na Catedral Metropolitana Curitiba precisa seguir o caminho da fé, inevitavelmente,  entremeando os bancos e os pequenos altares. Um trocadilho. Talvez. A impressão que se tem, é que houve um equívoco e não existe nenhuma obra ali.

IMG_6593

Mas vale seguir na busca e experimentar a sensação: sentir-se acolhido pela beleza sacra da basílica curitibana. Basta voltar-se para o lado direito de quem entra, deparar-se com fiéis em prece diante da imagem de Nossa Senhora da Luz dos Pinhais.  Outros diante de Jesus crucifixado, alheios a tudo, apenas absortos em sua devoção.

 

 

IMG_6648

Ao lado do crucifixo tem uma discreta porta, assim como é discreta a indicação da Bienal. Esse é o espaço que dará acesso a uma escada antiga, em caracol, iluminada por um belo vitral. No enrolar dos degraus será possível chegar à sala expositiva totalmente na penumbra. Lá, nesse local, está sendo projetado ininterruptamente o videoarte.IMG_6599

IMG_6647

IMG_6636IMG_6608IMG_6611

As três mulheres de Bill Viola envolvem o visitante num ir e vir que se alternam nos corpos. Primeiro em nebulosidade, densidade, depois à luz e a cor.

Mistérios da vida e da morte

É um magnífico trabalho, de grande sensibilidade e conteúdo espiritual aliado à avançada tecnologia. É a poética artística tentando traduzir, com imagem, com ferramentas contemporâneas, os mistérios da vida e da morte, uma das mais antigas indagações do homem.

ImgBlog_406

“É uma linha sutil aquela entre a vida e a morte. Nenhum de nós quer pensar o quanto é frágil a nossa existência, mas para mim a beleza do universo nasce dessa fragilidade”, disse o artista em uma entrevista à RAI italiana .

“A era digital será oprimida como aconteceu com a revolução industrial. O papel do artista será sempre mais importante. O nosso ponto de vista deverá ser o de comunicar conhecimento e compaixão. Se não, andaremos ao encontro de uma revolução vazia”.

IMG_6633

O videoarte “Três Mulheres”faz parte da série denominada “Transfigurações”, o mesmo sentido dos textos sagrados do cristianismo Transfiguração de Jesus.

As imagens são em preto e branco quando mostram os corpos em nebulosidade, que depois com o fogo e a água se transmutam em luz. O vídeo magnetiza o espectador que não se satisfaz em assistir apenas uma vez. É preciso mais e mais para encerrar a comunhão entre o desejo do artista e a emoção do observador.

 

 

Comentários Facebook

comentarios

Mari Weigert
Mari Weigert
Mari Weigert é jornalista com especialização em História da Arte pela Escola de Música e Belas Artes do Paraná. Atuou na área de cultura, como jornalista oficial do Governo do Paraná. Durante um ano participou das aulas de Crítica de arte de Maria Letizia Proietti e Orieta Rossi, na Sapienza Università, em Roma como aluna ouvinte. Acredita que as palavras bem escritas educam e seduzem pelos seus significados que se revelam na poética da vida. *IN ITALIANO (Mari Weigert è giornalista e perfezionata in Storia dell' Arte per la Embap, del Brasile. Durante un anno è stato alunna di Critica d'Arte, alla Sapienza Università di Roma. Crede nelle parole ben scritte che seducono per le sue significate in cui rivelano la poetica della vita.)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.