A identidade dos povos na Expo2015 de Milão

Cadê a criança que vive dentro da gente…
30 de agosto de 2015
A desgraça de uma pecadora
1 de setembro de 2015
Exibir tudo

A Expo2015 de Milão, na Itália, é gigante!

O mundo está ali representado para realizar negócios em alto estilo, cada qual dentro de seu pavilhão, apresentando o que de melhor produz em seu país.

IMG_5801

Mas o que interessa para o PanHoramarte é a estética na linguagem da arte. Nisso a Expo de Milão revela na arquitetura que identifica o pavilhão de cada povo. A identidade dos povos na Expo2015 se apresenta no traços e nas formas.

IMG_5783

Ao fundo o pavilhão da China

A China, por exemplo, nem precisaria colocar o nome ou bandeira, tal é a delicadeza de suas linhas compostas no design do pavilhão. Equador é outro exemplo. Malásia, Chile, Japão. Basta percorrer com esse olhar e verificar que a cultura está impressa nas linhas arquitetônicas. É fantástico!

IMG_5816

IMG_5787

 

IMG_5791

IMG_5807

Pavilhão da Turquia

Conclusão:pela Arquitetura se descobre a linguagem cultural do povo. A Ásia e África ainda preservam os traços originais de seus hábitos e costumes. Não se perderam na globalização.  Na Europa e nas Américas a identidade está comprometida, com pouco conteúdo próprio nas formas. As diferenças são muito sutis.

IMG_5774

O Brasil traz para o público uma atividade lúdica. Andar sobre uma rede. O balanço e ginga estão presentes em nosso pavilhão, que apresenta internamente uma instalação chamada CasaMatta, de Laerte Ramos, na qual expõe uma série de habitações inspiradas em ninhos. Além, é claro, de apresentar painéis sobre a produção e a indústria brasileira.

IMG_5771

Pavilhão Zero

IMG_5727

O pavilhão Zero se encontra logo no início e está direcionado à alimentação no mundo. Ao entrar nele, o visitante se depara com dois grandes portais situados numa parede imitando madeira e cheia de pequenas gavetas, com um design de biblioteca. Ali o mundo está presente nas pequenas gavetas e cada qual com seu conteúdo. Dentro uma tela em 3D, gigante, passa um filme sobre o início, quando o homem começou a desenvolver técnicas de alimentação.

IMG_5735

O recipiente para guardar grãos foi inspirado nas mãos. No ato de colher e acolher surgiu as ânforas. O tronco de um árvore centenária se mantém no meio do pavilhão e seus galhos se expandem para fora do telhado, para deixar o público viajar na reflexão dos conteúdos.

IMG_5818

A Expo2015 de Milão começou em maio e encerra no dia 31 de outubro. A entrada para a feira é 39 euros. Caro para os brasileiros, que podem optar em comprar o ingresso no centro de Milão, por 25 euros e ver um espetáculo do Circo de Soleil às 9h e pagar a entrada para exposição mais 5 euros.

 

 

 

 

Comentários Facebook

comentarios

Mari Weigert
Mari Weigert
Mari Weigert é jornalista com especialização em História da Arte pela Escola de Música e Belas Artes do Paraná. Atuou na área de cultura, como jornalista oficial do Governo do Paraná. Durante um ano participou das aulas de Crítica de arte de Maria Letizia Proietti e Orieta Rossi, na Sapienza Università, em Roma como aluna ouvinte. Acredita que as palavras bem escritas educam e seduzem pelos seus significados que se revelam na poética da vida. *IN ITALIANO (Mari Weigert è giornalista e perfezionata in Storia dell' Arte per la Embap, del Brasile. Durante un anno è stato alunna di Critica d'Arte, alla Sapienza Università di Roma. Crede nelle parole ben scritte che seducono per le sue significate in cui rivelano la poetica della vita.)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.