Que vontade eu tenho de falar português,

Que vontade de em gritar alto e bom som

Que a saudade me mata na surdez

De não escutar a minha língua e o seu tom

 

Português da minha pátria

Mais amada, idoladrada

Português da minha alma

Enlouquecida…apaixonada

 

Sofro no exílio da minha língua

Padeço de não sambar o seu léxico

E dia a dia meu conhecimento míngua

 

Até o dia mais funesto

Enterrarei a minha língua…

…e com ela, os meus restos

12 de setembro de 2019

Minha Pátria, Minha Língua

Que vontade eu tenho de falar português, Que vontade de em gritar alto e bom som Que a saudade me mata na surdez De não escutar […]
4 de junho de 2018

Saudades do português? Ô

Acabo determinar de ler “Felicidade Crônica” da Martha Medeiros. Um bom manual para quem não tem regras na vida e aceita de bom humor as oportunidades, […]
22 de agosto de 2017

A ignorância

É engraçado ver como o tempo passa e o pouco que a gente assimila sobre isso. Nesse último feriado aqui da Espanha comprei um bilhete pra […]