Fabrice e Efigenia hanno la stessa sintonia artistica
8 de dezembro de 2015
Cos’è Dostoevskij
10 de dezembro de 2015
Exibir tudo

Na maior parte do mundo as pessoas desconhecem Dostoiévski, mas o número de seus leitores é menor ainda.

Assisti na internet uma reportagem de um canal de TV turco entrevistando pessoas, a pergunta era: ” O que é Dostoiévski?”. A maioria das pessoas não conhecia Dostoiévski, nem quem era e  nem o que era. Até uma  pessoa disse Dostoévski é uma comida. Outra pessoa  fala que o Dostoievski é o presidente da Cosovo.

Na maior parte do mundo as pessoas desconhecem Dostoiévski, mas o número de seus leitores é menor ainda. Um agricultor trabalhando em qualquer lugar ermo sabe o nome dos jogadores de futebol de diversos times, mas nunca escutou o nome de Dostoiévski.

O tamanho da ignorância não tem conexão com diplomas universitários, porque o sistema capitalista cria ignorantes diplomados, os profissionais não se interessam com nada para além de suas profissões. A maioria das pessoas, nem pela sua área profissional, busca o desenvolvimento.Essa era que vivemos é anti intelectual, quanto mais ignorante mais chance você tem nesse sistema.

ertyu

Chamo de “Era dos Idiotas”.

O capitalismo é uma fábrica produtora de médicos, advogados, juízes, engenheiros, cientistas, etc… que servem para o sistema, sem ler sobre conhecimentos fora da sua matéria. Um jogador de futebol que nunca leu, ganha milhões e ganha fama mundial, ao contrário, quem não segue a regra do sistema, um cientista ou intelectual que dedica sua vida para ciência, permanece como um grande desconhecido. Se perguntarmos ao povo quem é Noam Chomsky, quase ninguém saberá e trata-se de um dos maiores intelectuais vivos.

Estamos vivendo entre ignorantes sem diploma e diplomados, o sistema capitalista faz isso através da mídia. Nesse sistema as pessoas se dedicam ao seu trabalho, sem tempo para nada, o alvo da vida é carreira, subir e ganhar muito dinheiro. Esse é o slogan do capitalismo: Seja ignorante por aí, consuma tudo, concorra com os outros sem ética alguma e se você fizer isso, sua ignorância será premiada. Tudo é permitido nesse sistema desde que o resultado seja o sucesso ignorante.

fgf

O neoliberalismo criou um protótipo que pensa em permitir tudo na sociedade, especialmente na nova geração, é assim:  ser apolítico, não ler, humilhar  o investimento no conhecimento, não acreditar em valores, a única preocupação é se salvar ganhando dinheiro de qualquer forma  e sendo essencialmente egoísta.

O alvo é dinheiro fácil ,rápido e ficar famoso sem conteúdo! Por essa causa permanecem os programas de TV como ídolos, Big brother, etc. Esse protótipo não liga para conhecimento e ainda o insulta! E nem deseja fazer nada para os demais, para a melhor convivência da humanidade. As pessoas não sabem que o sistema os amarra, quanto mais dinheiro ganham mais ansiosos ficam, mais depressivos e com outros problemas que o dinheiro vai fatalmente lhe trazer. Ao lado das pessoas não existe ética, emoções profundas…

ryt

Então, o que é Dostoiévski?

Dostoiévski é a expansão do conhecimento para o outro lado da parede, o lado que ainda não conseguimos enxergar!

Ele é um pouco de nós mesmos  que trancamos numa cela, ele não cabe nessa era que vivemos..é uma luz brilhante dentro da lama que nos encontramos.

Ele é o Raskólnikov da nossa consciência falando verdades sobre nós que não queremos ouvir.

Ele é nossos sonhos esquecidos..

Mais uma vez, vamos perguntar: ” O que é Dostoiévski?”

Comentários Facebook

comentarios

Erol Anar
Erol Anar
Erol Anar nasceu em Havza na Turquia, estudou em cursos de Antropologia (durante dois anos), História da Arte (durante dois anos) e pintura (durante um ano) nas universidades de Istambul, Ancara e Samsun. Foi membro da Associação dos Escritores Turcos, trabalhou no Centro de Arte Contemporânea de Ancara onde foi orientador de leitura da obra de Dostoiévski e da literatura universal durante 10 anos. Ganhou prêmios. Escreveu em diversos jornais, vários artigos foram sobre arte, direitos humanos, literatura e a vida cotidiana. Ainda teve entrevistas veiculadas em jornais de diversos países e tem 15 livros publicados no idioma turco.2 Deles foram traduzidos para português.

Os comentários estão encerrados.