vincent van gogh

Van Gogh é o Dostoiévski da arte da pintura e a sua melhor obra é aquela representando o ato de cortar sua orelha.

Anos antes quando passeava pelo museu Van Gogh em Amsterdã, Holanda, vi a grande diferença entre a reprodução e obras originais dele, nas originais há um toque de cores maravilhosas e batidas com escovas muito especializadas.

Van Gogh nasceu em 1853 e cresceu na Holanda. Foi criado numa família religiosa tendo seu pai como ministro da sua comunidade religiosa. Quando terminou sua escola, Vincent seguiu a profissão do seu tio e tornou-se um negociante de arte, aprendendo o comércio na Holanda e, em seguida, trabalhando na Inglaterra e na França. Vincent foi bem-sucedido e, inicialmente, feliz com seu trabalho. No entanto, logo se cansou do negócio da arte, especialmente em Paris. [1]

“Comedores de Batatas”, de Van Gogh, seu primeiro grande trabalho, foi pintado em 1885. Nesta altura, estava tendo dificuldade em encontrar o amor, mas estava começando a receber juros pelas suas pinturas.

“Noite estrelada” – Vincent van Gogh. Pintado pelo artista holandês Vincent van Gogh em 1889, “noite estrelada” é uma das pinturas mais conhecidas na cultura moderna. A pintura faz parte da coleção permanente do Museu de Arte Moderna de Nova York.

Um dos pintores mais conhecidos da história  teve uma vida trágica. Suas obras são coloridas: azuis, amarelos dentre outras cores. Porém, uma história de vida muito difícil.

Self Portrait with Bandaged Ear, 1889.
“Dizem – e estou muito disposto a acreditar
– que é difícil conhecer a si mesmo,
também não é fácil
fazer uma pintura de si mesmo.” 
Vincent Van Gogh [2]

 

Ele foi muito pobre, o seu irmão Theo mandava dinheiro para sua subsistência. Van Gogh era incompatível, sozinho, melancólico e sem sossego. Era uma pessoa entre a loucura e a genialidade.

Sofria com o alcoolismo, a esquizofrenia e a epilepsia, sua alma era atormentada. Na verdade e morava entre a vida e a morte. A vida dele é um poema trágico.

Além desses fatos, foi rejeitado pelas mulheres com quem queria ter um relacionamento afetivo, por causa disso tinha um coração machucado profundamente. Nunca achava um afeto nas mulheres, nem na sua mãe. O relacionamento entre ele e a mãe sempre foi distante e frio.

Um dia cortou sua própria orelha e a enviou para uma mulher que ganhava sua vida ficando com os homens. Depois de cortá-la pintou um autorretrato desta ação. Essa cena é uma das famosas obras de Van Gogh, por que adicionou uma tragédia inesquecível na sua vida. Talvez quisesse  dar essa mensagem para a sociedade: “Escutem-me !Entendam-me!”

Em maio de 1890, aparentando estar recuperado, Van Gogh passa a morar em Auvers-sur-Oise, a noroeste de Paris, onde pinta freneticamente. Uma piora em seu estado saúde o leva a tentar suicídio no dia 27 de julho do mesmo ano, atirando contra o próprio peito. A tentativa ocorreu ao lado de fora da casa, mas ele consegue retornar para seu quarto, e passa as últimas 48 horas de sua vida conversando com o seu irmão. A justificativa mais frequente é de que os médicos não conseguiram retirar a bala do seu tórax, embora há indícios de que o próprio pintor tenha se recusado a receber.tratamento. [3] 

Certo dia, cometeu suicídio e atirou no seu abdômen, morreu em 1890 quando tinha 37 anos.

Van Gogh é o Dostoiévski da arte da pintura e a sua melhor obra é aquela representando o ato de cortar sua orelha.

Uma de suas obras foi vendida enquanto estava vivo.

Referências

[1] Vincent Van Gogh: Overview, vangoghgallery.com

[2] Carta para Theo Van Gogh, Setembro de 1889.

[3] infoescola.com

10 de agosto de 2015

A orelha de Van Gogh

Van Gogh é o Dostoiévski da arte da pintura e a sua melhor obra é aquela representando o ato de cortar sua orelha. Anos antes quando […]