Erol Anar é escritor, poeta, artista… Suas palavras são de um lirismo profundo, palavras que nos transportam ao mundo dos sonhos, elevam nossos pensamentos aos mais belos sentidos do amor. Suas críticas tratam de valores profundos de vida que a sociedade moderna quer destruir.
Além disso, é um ativista dos direitos humanos. Na Turquia, onde nasceu, participou da comissão de Direitos Humanos. Vive em Curitiba, região Sul do Brasil, desde 2006.

Erol durante muitos anos participou da comissão de direitos humanos  e foi perseguido em seu país por defender as minorias. Entre os livros que escreveu, 15 no total, a obra  “Liberdade de Expressão”,  trata do tema. É uma pesquisa sobre a história de diferentes povos, Império Otomano, enfim, sobre a liberdade de expressão. Esse livro foi confiscado pelo Fórum de Segurança Nacional na Turquia, o escritor foi condenado a 10 meses de prisão mas não precisou cumprir porque a pena foi revogada.

Dois livros foram traduzidos para o português, Amor e Solidão e  Café da Manhã Existencialista. Todos os dois apresentam uma reflexão sobre a vida, dos seres humanos, do amor.

15 de abril de 2021

O ser humano no mundo dos objetos

Queridos sonhos distantes…Recentemente estou pensando sobre o mundo dos objetos e o lugar do ser humano nele. Acho que o lugar dos objetos nas nossas vidas […]
25 de abril de 2018

O Sonho

“Nos encontraremos Como se encontram as gaivotas e o mar… De repente as gaivotas vão partir, Nós nos abandonaremos Como as ondas se distanciando do mar” […]
1 de dezembro de 2017

O lado escuro da alma: Fiódor Dostoiévski

O russo Alexey Rémizov, durante exílio em Paris, em 1927, escreveu: “A Rússia é Dostoiévski, ela não existe sem Dostoiévski”. Quando era criança, nossa casa era […]
8 de outubro de 2017

“As Crianças da Ferroviária”

 Há anos  atrás  li o livro intitulado “As crianças da Ferroviária”  e continuamente me recordo dele. Quando acabei a leitura estava identificado com a experiência dessa […]
30 de junho de 2017

Paradoxo do sucesso

  Para mim, não existe autoridade que definirá o valor literário e estético, ou mesmo ético das obras escritas. Se aprofundarmos nossos conhecimentos na história da […]